post

O governo aprovou em Conselho de Ministros o e-fatura 2.0.

Sendo assim, a comunicação dos elementos das faturas à Autoridade Tributária e Aduaneira dos elementos das faturas emitidas e dos elementos dos documentos de conferência de entrega de mercadorias ou da prestação de serviços passa a ter que ser efetuada até dia 15 do mês seguinte ao da emissão da fatura.

Esta alteração produz efeitos tanto para que utiliza programas certificados pela AT, como para quem emite faturas manuais, que passa a ter que comunicar as mesmas também até ao dia 15 do mês seguinte ao que respeitam.